quarta-feira, 28 de maio de 2008

Poema: LENDA DA CIDADE



LENDA DA CIDADE




A floresta tinha árvores
As árvores tinham ninhos.
Os ninhos tinham aves.
Os ovos tinham aves.
As aves tinham o canto,
No canto toda beleza.




Hoje não tem floresta,
Poucas são as árvores,
Poucos são os ninhos,
Poucas são as aves,
E é triste seu cantar.




. . . E a ave da cidade,
por falta de árvores,
fez seu ninho no telhado
ao lado da antena de tv . . .




(Célio Albuquerque)

5 comentários:

Thais disse...

eu tudo bem com vocÊ
gostei muito do seu blog
foi uma boa poesia.
eu também faço poesias,só não sei se vai gostar passe pelo meu.
um abraço

elisangela alves de souza disse...

Que legal este blog... parabéns pela idéia inovadora!!
Profesora Ely.

Célio Albuquerque disse...

Como você chegou até esse poema ?
Como ele chegou até você ?
Que caminhos a lenda percorreu ?
Dúvidas de candidato a poeta.
Célio Albuquerque

Anônimo disse...

Qual o objetivo dessa história?

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.